Atividade da independência do Brasil – Leitura e Interpretação do Texto

Antes de partir para Portugal, Dom João VI esvaziou os cofres do Banco do Brasil, levando quase todo o ouro para Portugal e deixou Dom Pedro como príncipe regente.

Os portugueses, porém, não gostaram da permanência de Dom Pedro no Brasil, pois queriam que o Brasil voltasse à posição de Colônia.

Os brasileiros elaboraram, então, um documento, assinado por milhares de pessoas, pedindo a sua permanência no Brasil. Dom Pedro se mostrou favorável à solicitação:

– Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico.

Esta declaração de Dom Pedro foi feita no dia 09 de janeiro de 1822, data que ficou conhecida como o Dia do Fico.

Dias depois, Dom Pedro formou seu ministério, nomeando para ministro do Reino José Bonifácio de Andrada e Silva.

Como as ameaças de Portugal continuaram, Dom Pedro que fora controlar conflitos entre brasileiros e portugueses na província de São Paulo, anunciou, às margens do riacho Ipiranga, em São Paulo, no dia 07 de setembro de 1822:
“Brasileiros, as cortes de Lisboa, querem escravizar-nos. De hoje em diante, nossas relações estão quebradas. Nenhum laço nos une mais, estamos separados de Portugal.”
Puxando a espada gritou:
Independência ou morte!
No dia 12 de outubro de 1822, Dom Pedro foi aclamado imperador do Brasil com o nome de Dom Pedro I.

Responda:

  1. Você concorda com a atitude de Dom João VI, ao esvaziar os cofres brasileiros, quando foi para Portugal? Por quê?
  2. Na sua opinião, por que era interessante para Portugal transformar novamente o Brasil em colônia?
  3. Quem foi nomeado por Dom Pedro como ministro do reino?
  4. O que Dom Pedro fazia em São Paulo quando gritou “Independência ou morte!”?
  5. Em que dia, mês e ano foi declarada a Independência do Brasil?
  6. Quanto tempo faz que isso aconteceu?

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *